Posts com Tag ‘Low Cost’

Ilha de Creta – Grécia

Publicado: julho 22, 2011 por Nathaly Nunes em Viajando pela Europa
Tags:, ,

Nossa primeira parada na Grécia foi a Ilha de Creta, a maior ilha de Grécia e é banhada pelo Mar Egeu ao norte e Mar Mediteraneo ao sul. A ilha possui cerca de 650 mil habitantes e sua capital é Heraklion onde desembarcamos no aeroporto internacional durante a madrugada. Desde o embarque em Manchester constatamos a quantidade absurda de jovens europeus, neste caso, ingleses, que viajam para lá com destino final a Malia, praia famosa pela badalação e estrutura turística, ficamos curiosos e resolvemos que se possível dariamos uma passadinha na volta…mas isso é história para outro post.

Voamos de Manchester para Heraklion de madrugada com a empresa Thomas Cook Airlines, 4 horas de viagem sem direito a refeição e pouco espaço entre bancos, low cost mesmo. Logo na chegada ainda de madrugada já pudemos constatar o calor constante e foi só o sol nascer para já termos 30C. Saimos do aeroporto para o centro de Heraklion de ônibus municipal, a passagem custou €1 por pessoa e para pegar é só atravessar o estacionamento do aeroporto que você já vê o ponto de venda dos tickets. Detalhe*ônibus só apartir das 6h da manhã.

No centro da capital alugamos um carro logo pela manhã, € 40 por dia, próximo ao porto e a estação rodoviária, você vai costiando a costa e logo encontra um ponto com muitos comércios e locadoras de carros e motos. Pegamos estrada em direção a Stavros onde ficariamos hospedados, atravessando a costa norte da ilha. No caminho paramos nas cidade de Rethymno e Chania que são duas fortes capitais regionais da ilha logo após Heraklion. Chania é encantadora, melhor local que estivemos para comprar lembranças e artesanatos locais, a região do antigo porto (Old Harbor) e o farol rendem boas fotos.

Todas as estradas em que andamos em Creta estavam em ótimas condições e em todas as informações e placas possuem versão em inglês o que facilita o deslocamento na ilha. Recomendo muito mesmo alugar um carro ou moto em uma viagem como essa, alem de lhe dar muito mais possibilidades de paradas e ir modificando o roteiro você conheçe bem mais a região e a cultura. Um detalhe bacana sobre dirigir na Grécia é que é costume você ir para o acostamento e dar a esquerda da pista para o carro que se aproxima atrás de você passar. No principio ficamos tensos, não entendiamos a pressa deles e como colocavam o carro próximo a traseira do nosso, mas me lembrei que havia lido isso em algum blog e notamos que eles fazem o menos, cortesia.

Em Stavros ficamos hospedados no hotel Cathrin Suites e pagamos € 40 a diária para casal em quarto com banheiro e sacada, tudo reservado pelo Booking.com, site este que recomendo muito para reserva de hoteis na Europa.

Para quem não sabe muitas vezes para um casal não vale a pena ficar em hostel devido que em alguns casos o preço de um quarto simples duplo sai mais barato que o valor de duas pessoas em um hostel. Em Paris pagamos 45 euros por pessoa em um quarto duplo bem localizado no centro, se tivéssemos ficado em hostel teriamos pago de 20 a 25 euros por pessoa.

No primeiro dia curtimos o hotel e a praia local de Stavros, um lugar paradisíaco com águas quentes e cristalinas… Stavros é um lugar tranquilo para relaxar, a praia possui formações rochosas intrigantes onde durante o dia depois que a maré baixa a água do mar fica depositada em poços naturais, a evaporação desta água durante o dia deixa o sal seco para trás onde antes havia água salgada. Algo muito interessante de se ver.

Ao fazer a reserva no hotel o anúncio dizia que Stavros é um local onde havia um antigo sitio arqueológico, e a geográfia do local realmente indica isso, porém não achamos mais informações sobre isso. Aliás, foi relativamente difícil achar informações sobre as ilhas da Grécia, um site que utilizamos apesar de inglês foi o Greeka.com em que baseamos quase todo nosso roteiro.

No segundo dia fomos conhecer a praia de Balos, a qual nos instigou a cruzar todo o litoral norte da ilha até Stavros. Foi em média 70 km até o último ponto que permitia o acesso a carros, os últimos 10 km de carro foram tensos…hehehe divertidos mas só porque o carro era alugado já que a recomendação é ir com 4×4 nessa estrada. Pagamos €1 para entrar no local, pois é um local protegido e preservado pela prefeitura de Kissamos, cidade mais próxima. O acesso final a praia é feito a pé e nada fácil, um trecho de terreno arido e depois a descida…mas que descida (ai você imagina a volta…¬¬) e a vista…mas que VISTA. Um pedaço do paraíso na terra que nenhuma foto é capaz de demonstrar a beleza de ver aquilo com os próprios olhos. Foi emocionante, todo o esforço recompensado pela água cristalina e azul com os bancos de areias brancas. Detalhe*a vista que se tem é a da foto abaixo.

Neste mesmo dia descemos até o sul da ilha de carro para conhecer a famosa praia de Elafonisi, muito bonita por sinal e que ficará para uma próxima ida conhece-lá bem. No outro dia nossa barca sairia do porto de Heraklion para a Ilha de Milos logo ás 8h da manhã então logo cedo seguimos viagem para a terceira parte da nossa viagem, a terra da belíssima Venuz de Milos.

Informações úteis e curiosidade:

Rodamos aproximadamente 550km na Ilha de Creta e gastamos €60 em gasolina. Rendeu bem.

As passagens ida+volta, Manchester-Heraklion-Manchester custaram € 205 por pessoa pela Thomas Cook Airline.

Alimentação é justa, com € 15 a € 20 dá para fazer um bom jantar pelo casal, tinhamos uma refeição forte no dia e o restante compravamos no supermercado, nosso gasto em alimentação girou em torno de €30 por dia.

Ferry de Heraklion para Adamas (porto de Milos) custou € 40 ida+volta por pessoa. Compramos na internet pelo site Greeka.com neste link AQUI.

Este slideshow necessita de JavaScript.

I hope you have enjoyed! See you soon!

Nathaly Nunes

Anúncios

Paris – Orçamento

Publicado: maio 20, 2011 por Nathaly Nunes em Viajando pela Europa
Tags:, , ,

Bom gente acredito que um dos pontos que mais gera polêmica e curiosidade sobre viagens, tanto low cost quanto qualquer outra é o orçamento. Por esse motivo resolvi criar um post dedicado somente a isso, prometo que serei o mais fiel possível ao quanto gastamos mas não guardei cada nota fiscal então alguns valores estão aproximados, baseados no quanto levamos. Como vocês sabem na França assim como na Irlanda a moeda corrente é o Euro então todos os valores são em Euro. Passamos 6 noites e 7 dias inteiros em Paris e região.

Passagens: € 85,00 Ida+Volta para nós dois.
Empresa Ryanair, compradas com 1 mês de antecedência.
O valor era €39 por pesseoa porém com ás taxas aumentou um pouco.

Transfer Beauvais – Paris: € 60,00 Ida+Volta para nós dois.
O ticket pode ser comprado tanto onde embarca no ônibus em Beauvais ou no ponto onde embarca em Paris(Porte Maillot em frente ao Le Palais des Congrés). Os ônibus saem em direção à Paris do aeroporto 20 minutos após o desembarque de cada voo. Em direção ao aeroporto de Beauvais os ônibus saem 3 horas antes do horário de embarque de cada voo. O ticket único é €15 por trecho, Ida + Volta X 2 pessoas = €60 (compramos tudo de uma vez).

Hotel: € 90,00 Duas noite no Richard Hotel, quarto privado com banheiro para duas pessoas.
Ficamos só duas noites em hotel, o que ajudou muito para diminuir o custo da viagem, nas outras noites passamos duas noites na casa de um Francês em Versailles e mais duas noites na casa do casal Canadense que hospedamos mês passado, como postei aqui no blog, pelo Couchsurfing.
HOTEL RICHARD 35 Rue Richard Lenoir, 75011 Paris, França +33 1 43 79 39 98

Paris Museum Pass: €100,00 Válido por 5 dias para nós dois(€50 cada)
Cartão com entrada prioritária em diversos Museus e Atrações de Paris. Abaixo o valor se fosse pagar separadamente:
Pantheon €5,5 + Arco do Triunfo €8,5 + Louvre €8,5 + Tour Notre-Dame €7,5 + Chateau de Versailles €13 + Parc de La Villette (exibições) €7 + Concierge e Saint Chapelle € 11 + Pompidou €7 = TOTAL €68,00 por pessoa se comprando entrada separada.
Além desses lugares que fomos poderíamos ter ido usando o passe no Museu D’Orsay que não fomos e custa €4,5 a entrada. Ou ainda no Chateau de Vincennes.

Disneyland Paris: € 90,00 Para nós dois, € 45 entrada para estudantes. Passe válido para 1 dia e os 2 parques.

Metro: € 24,00 Pacote de 10 tickets por €12, compramos dois. Usamos até o último; é muito útil pois você pode se locomover de qualquer local para qualquer local dentro de Paris, válido para zona 1 que é onde se encontra os grandes pontos turiticos.

RER: € 38,00 Ida+ Volta para Disneyland € 26 para nós dois e Ida+Volta para Versailles €12 para nós dois.

Souvenirs: € 48,00 Compramos algumas lembranças para nós, uma miniatura na Torre Eiffel com o Mickey tirando uma foto agarrado nela muito bacana. Nada de mais.

Jardins de Monet-Giverny: € 10,00 Entrada valor estudante para nós dois (€5 cada).

Chateau Gaillard: € 6,00 Entrada valor estudante para nós dois (€3 cada).

Alimentação: € 190,00 Para nós dois. Em um limite de €30 por dia para o casal, 7 dias, gastamos menos do que esperado. Comemos 4 vezes no Mc Donalds pelo preço e facilidade e o restante foram compras em supermercado, sorvete e água mineral. Não é barato comer bem em Paris, esse foi sem dúvidas o maior desafio. Tivemos um jantar típico Francês com nosso host no dia em que nos conhecemos e alguns lanches e comidas típicas variadas.

Taxi Aeroporto de Dublin: € 32,00 Onde moramos não vale a pena pegar o AirCoach(€7 por pessoa trecho) que liga o Aeroporto de Dublin ao centro da cidade e outros pontos. A parada é umas 6 quadras daqui pelo mesmo preço (normalmente €14 a corrida, a volta pagamos €18 por causa do motorista espertinho mas mesmo assim…)

TOTAL: € 773,00 para nós dois! Esse valor é aproximado mas com no máximo 20 euros de variação. Tendo isso em consideração tenho certeza que 350,00 é suficiente para passar uma semana em Paris por pessoa.


É isso ai então espero que tenham gostado, aos poucos seguirei postando assuntos relacionados a nossa viagem, no próximo prometo que colocarei muitasss fotos! Não tenho postado tanto quanto quero porque simplesmente não é tão rápido criar um post e as vezes não sobra tempo entre as tarefas do dia-a-dia. Ontem mesmo tivemos de buscar uns documentos que vieram do Brasil em Howth! É acreditem ou não, pegar o DART e ir até lá só para pegar um envelope… Agora por quê foi para lá ao invés de ir para a central que existe a duas quadras da nossa casa não sei. Coisas da Irlanda

Um abração a todos!

Kind Regards!

Nathaly Nunes

Olá gente, como estão vocês?

Hoje venho aqui falar um pouquinho sobre como foi viajar pela empresa aérea Irlandesa Ryanair. Para quem não sabe esta é a mais famosa empresa Low Cost da Europa, você pode viajar entre países pagando em média €30 – €70 por uma passagem ida+volta. Nós compramos nossas passagens para Paris com 1 mês de antecedência e pagamos €39 para cada um. Isso incluindo taxas! Existem promoções que podem chegar a €1 unicooo por trecho, mas eu ainda não vi nada assim.

Bom, resumindo, o preço é bom, mas o que é ruim? Esse preço é para quem não vai despachar mala grande (€25 cada). Você pode levar um volume de mão, UM ÚNICO, de até 10 kg e que não ultrapasse as medidas de 55 cm x 40 cm x 20 cm. Acredite eles verificam! E sobre levar a mala e mais um laptop ou bolsa extra, isso pode dar problemas sim apesar de em alguns aeroportos serem mais tranquilos que outros.

No nosso caso fomos cada um com uma mala de 8kg e voltamos com 10kg certinho. Eles mediram, pesaram e conferiram, tudo extremamente rígido. Você ou as moças do portão de embarque colocam sua mala entre as grades, se couber tudo OK, se não couber você paga €40 e despacha ou bye bye.

COMO FUNCIONA:

1 – Você compra a passagem online pelo site da empresa, nessa etapa tente ao máximo evitar as armadilhas de taxas, seguros e outros serviços oferecidos, acredite você não precisa de embarque prioritário. Ao fim você terá de pagar taxas se quiser pagar com cartão de crédito mas existe outra maneira que encontrei para contornar os €5 euros por trecho e por pessoa que eles iam cobrar para pagar com cartão ( € 20 no total). Comprei um voucher presente pelo site aqui, você paga €5 somente e recebe um código que poderá usar para pagar sua passagem na hora da compra. Tudo isso você faz numa sentada só, na frente do computador.

No nosso caso as passagens saíram €78 ao todo porém os vouchers são de valores redondos e perdemos dois euros ao comprar o de €80, mais €5 da taxa pelo voucher. Gastamos €85 ao invés de € 98 se tivéssemos comprado pelo cartão, já foi alguma coisa.

2- Check-in Online! Essa parte é chave, você pode fazer o check-in pelo site da empresa entre 15 dias e 4 horas antes do voo. Você não precisará pagar nada para faze-lo, pois na realidade já pagou uma taxa de €6 enquanto fazia a compra dos seus tickets.Você pega o número da reserva que foi enviado para seu e-mail quando efetuou a compra, o endereço de e-mail utilizado na hora da compra e coloca o destino e partida da viagem, assim que logar no sistema coloca seus dados com MUITA ATENÇÃO para garantir que nenhum saia errado e pronto! Agora você só precisa imprimir seu cartão de embarque em qualquer impressora.

Para todas pessoas que não tem passaporte europeu, ou seja, estrangeiros, é necessário carimbar seu cartão de embarque antes do voo, para isso é só levar o ticket impresso com seu passaporte em uma das filas de despacho de bagagem, ali eles pesam sua mala e confirmam seus documentos.

3- O dia da partida finalmente chegou, você já fez o Check-in Online e já imprimiu o cartão de embarque. Ao chegar no aeroporto com 2 ou no mínimo 1 hora de antecedência você vai para a fila de despacho de malas da empresa e voo e apresenta seu passaporte e cartão de embarque, eles iram pesar sua bagagem de mão e carimbar seu cartão.

Após isso você se dirige para o portão de embarque, talvez você passe por uma primeira entrada onde iram conferir se você tem mesmo só um volume de mão. Depois disso irá passar pelo detector de metais e sua mala também. Tire todos objetos metálicos, óculos e moedas que tiver, se tiver líquidos na mala de mão tire dela e coloque junto com seus pertences em um dos recipientes de plástico logo atrás de sua bagagem na esteira. Guarda-chuvas e laptops podem chamar atenção deles dentro da mala também então avise ou tire de dentro antes de colocar sua mala na esteira.

Líquidos: Spray e aerossol são proibidos, assim como alimentos e líquidos como água, refri e cia. O restante precisa estar dentro de uma embalagem de plástico lacrada com não mais de 1litro de conteúdo somado dentro e nenhuma embalagem pode conter mais de 100ml sozinha.

Pronto se você passou aqui o pior já passou, essa parte é chata mesmo. Após isso é só você se encaminhar para o portão de embarque final do seu voo e esperar o embarque onde talvez os funcionários do embarque confiram o tamanho do seu volume de mão mais uma vez. E não esqueça, você não é embarque prioritário a menos que tenha pago por isso e esteja escrito no seu cartão de embarque “Q Priority“.

No avião tudo será pago, por enquanto o banheiro não é, mas não duvido que no futuro não será. Se lhe oferecerem revistas, jornais ou alimentos, você terá de pagar por cada uma delas, a garrafa de água 600ml por exemplo custa €3.

4- Chegou no seu destino, agora é passar pela imigração, se você tiver algum tipo de visto de estudante ou trabalho em qualquer país membro da União Européia você não precisa se preocupar, ter uma quantia de dinheiro que bata com a quantidade de dias que você irá ficar no local ajudará caso o oficial queira lhe fazer mais perguntas e também um comprovante de reserva de hotel ou carta de acolhimento feita pela pessoa que irá lhe hospedar. Pelo certo todo estrangeiro em um país da União Européia precisa ter um seguro de saúde com cobertura de 30 mil euros porém na prática eles não pedem. Nós não fizemos quando fomos para Paris, também não nos perguntaram nada, só carimbaram nossa entrada no país e pronto.

Espero que isso possa ajudar quem estiver indo viajar Low Cost, nós tivemos muitasss dúvidas em todo processo mas graças a Deus tudo ocorreu certo.

Um abração a todos!

See you soon!

Nathaly Nunes