Arquivo da categoria ‘Diversos’

Não imaginei que iria demorar tanto tempo para escrever esse post. 7 meses. 🙂

Com passagem e passaporte na mão... voltando para casa!

Acho que para falar com propriedade as marcas que o intercâmbio deixou em mim era necessário um tempo… para processar e ver os sinais. Agora moramos em outra cidade, Gramado, no Rio Grande do Sul. Voltamos para o brasil já tendo em mente que assim que pudessemos iriamos organizar a vinda para cá e deu tudo certo. Depois de 5 meses nos mudamos. Agora morando aqui na serra que noto alguns fatores muito importantes sobre a experiência de viver fora do Brasil. Posso citar muitos aspectos mais gostaria de me focar no intercâmbio como experiência de vida e no inglês para o mercado de trabalho.

Nunca tive dúvidas sobre viver fora do brasil ou não, e sempre soube que isso era algo que eu TINHA de fazer. Antes que outros motivos me impossibilitassem de ir eu e o Paulo fomos, novos, sem compromissos e com toda vida pela frente. A imagem que eu tinha do brasil mudou, a imagem que eu tinha da vida, do mundo e de mim mesma mudou. Ficou mais fácil julgar menos, apartir do momento que percebi que moral e normal dependem do ponto de vista e de onde você esta geográficamente, assim como a comida, o idioma e a fisionomia. As pessoas tem o direito de serem diferentes, morando em lugares tão diferentes e tendo costumes diferentes.

O INGLÊS. Nosso como é importante não é mesmo? Todo mundo quer alguém que fale inglês, como  nos mudamos para um destino turístico posso dizer com propriedade que faz toda diferença, em diversos âmbitos é importante mas em um país sede em 2014 e 2016 o inglês vai ser um diferencial muito importante. Eu não estou trabalhando aqui ainda mas o Paulo está e sem dúvidas o inglês foi primordial para destacá-lo entre os outros 15 candidatos.

Pergunta mais frequente relacionada a experiência: “E o inglês?” – O inglês vai bem obrigada.

Em 7 meses morando em Dublin nosso inglês foi de “sei alguma coisa” para “posso falar com qualquer um tranquilamente”, e ainda está melhorando, vocabulário é o maior desafio atual para mim, é uma linguagem toda, milhares de palavras, não é a tabuada. Sei a estrutura da linguagem mas as vezes falta uma palavra entende e isso acontece a todo momento, claro que você da uma enrolada, vai por outro caminho e fala, mas a fluência é um caminho longo, eu acho que para ter voltado fluente da Irlanda seria necessário ter morado 1 ano e meio, pelo menos, trabalhando com nativos todo dia, falando por várias horas todo dia. E estudando, sempre. Mas isso é só o meu achóóóu. Ainda assim depende.

Segunda pergunta mais frequente: “Como era lá?” – Bom…. lá era DIFERENTE. Quer sentar para conversar?

As pessoas não tem tanto interesse assim em saber mais sobre a vida e a cultura de onde você esteve, elas querem ver suas fotos, querem saber onde você viajou mas são poucas pessoas que realmente se interessam sobre o que você tem para dividir com elas. Isso foi meio decepcionante para mim, pois a bagagem que isso me deu foi enorme, tem tanto para falar mas poucos para compartilhar. Acho que isso funciona de acordo com a curiosidade cultural de cada um, a maior parte nunca vai fazer isso na vida e nem vai sair do seu país, NUNCA. Então não interessa para elas. Sinto que nem isso eu devo julgar, cada um tem seu plano de vida, só porque no meu eu inclui desvendar o mundo não significa que isso é oque há, para todo mundo.

Planos futuros? Exterior de novo entre 2014 e 2016 provavelmente. Não tanto tempo, talves 3 meses, mas nós vamos!

Boa sorte para quem está planejando, organizando ou indo em busca de seu sonho. O intercâmbio é a melhor experiência que vocês podem encontrar!

Cheers!
Nathaly Nunes

Anúncios

Brasil ! Cá estou.

Publicado: outubro 18, 2011 por Nathaly Nunes em Diversos, Intercâmbio
Tags:

Bom, estou deitada na minha cama nesse momento, na casa nova.  Após um longo periodo de reclusão vim dar notícias. hehehe

Nossa viagem de volta foi muito cansativa, mas chegamos bem, dormimos uma noite em São Paulo por causa da conexão e tivemos que fazer isso com todas as malas…da para imaginar né, que trabalheira.    😀

De qualquer maneira, estou em um momento de me concentrar na vida que estamos reestruturando aqui, no negócio novo que estamos desenvolvendo e os planos para o futuro. Foi mais impactante para mim a volta para cá do que a ida para Dublin então não vou postar até me dar vontade mesmo. Não tenho tido tempo para pensar, refletir, vir postar então ficarei ausente até chegar o momento adequado. Só posso dizer que a experiência de intercâmbio foi a melhor escolha que fiz na minha vida, me sinto orgulhosa por ter dado esse passo e ter conquistado isso para mim. Faria mil vezes novamente.

Um abraço à todos! Boa sorte para aqueles que estão indo!

Nathaly Nunes

#FicaDica!

Publicado: agosto 21, 2011 por Nathaly Nunes em Diversos, Fazendo as Malas, Intercâmbio, Viajando pela Europa
Tags:,

… e uma notícia… estamos voltando! Exatos 200 dias de intercâmbio, 28 semanas e 4 dias ou ainda 6 meses e meio … o que quer dizer que está chegando ao fim. Desculpas, devia ter compartilhado isso antes, mas é definitivo agora.

Thanks! See ya!

Nathaly Nunes

Impressões : Verão Irlandês

Publicado: agosto 6, 2011 por Nathaly Nunes em Diversos, Fazendo as Malas, Irlanda, Planejamento
Tags:,

Meses e meses de pesquisa, noites mal dormidas, lendo, lendo e lendo sobre intercâmbio, sobre a Irlanda e a vida aqui. Será que eu quis ir contra os fatos ou realmente me enganaram falando que aqui tem verão? Não sei, mas eu trouxe uns 15 kg de roupas de verão. rsrsrsrs

Brincadeiras a parte… vamos ao que interessa. 😉

Eu lembro de ler em alguns blogs e sites sobre o verão na Irlanda, eu tinha plena e total consciência que não seria como nosso verão no Brasil, nem mesmo como no sul, mas achei que seria verão ora. Agora, já em agosto eu desisti de esperar ele chegar e tenho minha opinião formada sobre essa estação do ano na terra verde.

O ciclo das estações do ano na Irlanda é : Outono, Inverno, Primavera e Outono novamente! hehehe

Não consegui sair aqui nem um dia sequer no modelito : bermuda, regata + rasteirinha, coisa que uso todo santo dia no verão no Brasil. Um casaquinho vai sempre junto. Mês passado, julho, tivemos alguns dias quentes, leia quente=22°C . lembro de dois dias de céu azul azul e os outros variando entre cinzento e céu com algumas nuvens. No sol nestes dias é quente, claro, mas ai você volta para casa, as 19 h e sente aquele ventinho e tal. E não dá para esquecer de todos os outros dias (entre 15°C e 20°),em que eu dou preferência para uma blusa meia manga, calça jeans e um casaquinho de quebra pra garantir.

DE QUALQUER MANEIRA. Você acha que Dublin perde seu glamour por isso? Não. Mas que dá gosto de ver o povo com os braços e pernas de fora quando rola um diazãooooo, dá! Os dias ensolarados realmente alegram a cidade, fica tudo tão lindo, as pessoas alegres e o verde mais verde. Os cinzentos fazem trazer a memória que estamos na Europa, coisa boa!

Então gente, #ficadica, só mais um blog falando isso mas principalmente para as meninas, não tragam muitas roupas de verão. Eu trouxe sabendo que iria viajar anyway, mas poderia ter trazido menos e investido mais em roupas meia estação e que me fazem uma falta danada aqui e que não são tão baratas assim como se pensa, de 5 em 5 euros você gasta uma fortuna. Abaixo vou deixar alguns exemplos de look perfeito para encarar o clima de Dublin nesta época primavera-verão-outono.

Lembre-se 1: esse post é dedicado aqueles que assim como eu não gostam de sentir frio em determinado momento do dia, e isso inclui um ventinho gelado em certas ruas, quando o sol se esconde ou na ausência dele.
Lembre-se 2: traga sim sua bermuda, sua saia, algum vestido e algumas blusinhas, mas minha dica é dar preferência para roupas com alguma manga e não regatas.
Lembre-se 3: para os rapazes camiseta de manga curta é útil até no frio com um casaco por cima mas nós mulheres precisamos de bem mais acessórios e opções então casaquinhos finos, camisas e blusas de meia manga e manga comprida são muito úteis.

See you guys!

Nathaly Nunes

Dica do Dia : Bounty

Publicado: agosto 1, 2011 por Nathaly Nunes em Diversos, Fazendo Compras
Tags:, ,

A dica que vou deixar hoje é para os amantes do chocolate Prestígio. 😉

Facilmente encontrado no Tesco a opção aqui é o Bounty! Praticamente idêntico! Ganhamos a semana! rsrsrs

O preço por esse pacotinho ai gira em torno de €2,50 no Tesco, nos outros mercados não sei, não procuramos. Vem com cinco embalagens menores dentro e dois chocolates em cada uma, uma delícia!!

Obs.: O crédito da descoberta vai para o maridón!

Cheers!

Nathaly Nunes

Dica : Feijão na Irlanda

Publicado: junho 26, 2011 por Nathaly Nunes em Cultura Irish, Diversos, Fazendo Compras
Tags:, ,

Se eu falar que demoramos 3 meses para descobrir que tem para vender feijão preto em lata cozido na maior parte dos supermercados daqui vocês acreditariam?

Sim, uma comparação barata ao nosso bom e velho feijão brasileiro e nada semelhante aquela coisa doce e vermelha que eles comem no café da manhã.

Pois é, justamente o feijão, o que mais sentiamos falta estava a algumas prateleiras, passando despercebido aos nossos olhos. Não sei ao certo quem nos contou mas de qualquer maneira ele sempre esteve ali e para prevenir que outros compatriotas passem pelo mesmo sofrimento que nós vou deixar a dica e uma comparação:

 ALDI  X  LIDL

Os dois custando menos de € 0,30 por lata são concorrentes acirrados, para mim o feijão do Lidl é melhor, já para o Paulo o do Aldi ganha. Os dois vem com o grão já cozido (mas é melhor cozinhar um pouco mais em casa, o grão é um pouco durinho) e na água que mais parece uma melequinha pretendendo ser um caldo. O do Lidl o grão é mais escuro e o “caldo” também o que faz na minha opinião ficar mais parecido com o brasileiro, o do Aldi o caldo é tipo uma gosma e o grão mais graudo # éca.

A latinha do Tesco é de matar gente, então não indico. Vem em água mesmo e o grão é branco por dentro. De qualquer maneira com qualquer um você vai precisar inventar o caldo e nesse caso dá para apelar até para a maisena (Dunnes Store da Talbot St).

Para aqueles que tem acesso a ferramenta maravilhosa que é uma panela de pressão é só comprar o grão no Super Valu ou na lojinha brasileira.

Fica a dica!

Kind regards,

Nathaly Nunes

Childhood, Memories and Nostalgia

Publicado: junho 18, 2011 por Nathaly Nunes em Diversos

Hoje eu estou com saudade… saudade do barulho da panela de pressão, barulho esse que até hoje me faz sentir a tranquilidade da infância. Lembro dos sábados pela manhã, vendo o Sábado Animado (“acho que é isso”) e esperando o almoço ficar pronto… coisas bobas que marcam a vida da gente.

Lembro de ter infecção de garganta umas cinco vezes por ano, viver tomando amoxicilina e indo na pediatra. Da minha mãe me obrigando a tomar chá de babosa TODO DIA… durante alguns períodos em que ela (“para mim”) enlouquecia. rsrsrs

No dia de páscoa ir correndo com minha “cestinha” para a casa do meu primo do outro lado da rua, para comparar os ovos e ver quem ganhou mais.

Abrir meu primeiro “negócio” na frente de casa para vender balinha de um centavo. Sabe aquelas pequeninhas que tinha de tudo quanto é cor? Pois é… se acabava o “produto” no meio de uma venda não tinha problema, era só pegar o pagamento adiantado do indivíduo e ir buscar na venda da esquina. “Peraííí que eu já trago tá”.

Se estivesse em casa hoje eu abriria meu antigo álbum de fotos… ele deve estar guardado em alguma caixa agora. Não posso, mas de qualquer maneira me lembro muito bem então divido essas lembranças com vocês, meus 70…80 leitores diários. Se alguém tiver alguma lembrança assim divida comigo aí nos comentários por favor e #mi alegra? rsrsrs

Good weekend my friends!

Nathaly Nunes